Mais de dez equipamentos públicos prestam assistência à saúde em Santana

 08/Janeiro/2018     Saúde


Os mais de 27 mil habitantes de Santana contam com mais de dez equipamentos públicos prestando assistência à saúde, que vão desde a atenção básica, até atendimento epidemiológico e apoio psicológico e psiquiátrico. Nessa estrutura estão incluídas equipes multidisciplinares que vão desde agentes de saúde, fisioterapeutas, enfermeiros, seis especialidades médicas, até agentes sociais, odontólogos e muitos outros profissionais. No total, são 229 funcionários trabalhando para atender mais e melhor a população de Santana, numa média de mais de 2.500 atendimentos médicos mensais, em 2017, na Atenção Básica.

São seis postos de Estratégia de Saúde da Família, o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), o Hospital Municipal Dr. Francisco Flores, o Centro de Atendimento Psicossocial (Caps), o centro de Vigilância em Saúde (com assistência sanitária e epidemiológica), a Farmácia Municipal e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Isso além do Núcleo de Atendimento a Educação (NAE), inaugurado em 2017 para prestar assistência em psicologia, fisioterapia, e fonoaudiologia para jovens santanenses.

De acordo com o prefeito Marcão, a saúde sempre foi e continuará sendo prioridade da gestão municipal. "Desde que assumi a prefeitura pela primeira vez, em 2005, já foram implantados cinco postos de saúde, além de atendimento domiciliar, serviços de fisioterapia, Caps, farmácia, Samu e muitas outras medidas. Trabalhamos diariamente para que todo o povo de Santana tenha acesso a saúde de qualidade e temos certeza que nosso povo não está desassistido", explicou o prefeito

Prefeitura Municipal de Santana

MAIS COMPROMISSO. MAIS RESULTADOS